sexta-feira, 28 de maio de 2010

SEIS CONTRA UM.

O que vou contar agora,aconteceu em 1994(pra ser exata na copa/94) talvez muitos vão ficar contra mim e até me criticarem pelo que eu fiz.
Nosso país é livre e não sou obrigada a gostar do que os outros gostam!
Havia perdido minha mãe em Abril desse mesmo ano e o que me ajudava a amenizar a dor era ir trabalhar...Eram 7 homens e 2 mulheres trabalhando na agência da VARIG/RIO-SUL aqui de Rio Grande. Quando chegou Junho, a "panelinha" começou a se formar.(os homens queriam fechar a loja no horário do jogo e ficarem assistindo ali mesmo na agência) nós mulheres queríamos ir pra casa,porém minha colega ficou em cima do muro.
O gerente chamou um por um dos funcionários pra saber se todos concordavam(como eu era a única contra,achei que teria que ficar na agência.) quando chegou a minha vez ele me escutou calado.Mais tarde chamou o sub-gerente pra dizer que:
"A agência fecharia no horário do jogo e todos iriam embora pra casa compensando nos outros dias as horas perdidas."(Pra mim estava ótimo!)
Não acreditei que minha opinião tinha ganhado no lugar dos outros,porém o que aconteceu em seguida me causou uma ferida na alma que levou anos pra cicatrizar...O sub-gerente era meu amigo de anos(conheço sua família e somos amigos até hoje.) foi ele quem me conseguiu a vaga na agência,porém naquele momento se transformou em outra pessoa.
Me empurrou sobre um arquivo e me disse coisas horríveis... pra finalizar disse que por minha culpa teriam que fazer hora-extra.
Daquele dia em diante descobri que não tinha "amigos" ali dentro apenas colegas e que por um jogo de bola se transformaram em monstros.Fiquei na agência até Setembro/1995,tendo que aturar a "panelinha" que se formou contra mim.Se eu não gostava de futebol antes disso,agora gosto menos ainda,acho triste torcidas brigarem e até matarem por causa de times.
Pra quem curte jogo de futebol(principalmente copa do mundo) tenham todos um bom divertimento! Eu não gosto e prefiro assistir um filme no horário do jogo...

2 comentários:

  1. Oi, Elisa!

    Lamentável!!!
    Tenho pavor de torcedor fanático que transforma uma atividade sadia nessa coisa feia que vemos nos noticiários: brigas, vandalismos e mortes na saídas dos jogos de futebol. É um esporte como outro qualquer, a diferença é que caiu no gosto do brasileiro. Eu gosto e assisto na TV. Não vou a estádios.
    O problema maior é quando falta o respeito. Se tu não gosta de futebol ninguém tem o direito de te julgar por isso, muito menos fazer o que o teu colega fez. Essa irracionalidade é o que me deixa mais irritado no futebol.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá Max!
    Eu já estava vivendo um momento difícil com a morte da minha mãe e depois disso,aquele foi o pior ano da minha vida.
    Obrigada por comentar!

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Sou alguém que ama a família,os amigos e vou ver as promessas de Deus se cumprir em minha vida.