segunda-feira, 10 de maio de 2010

ASSIM ATÉ QUERIA TER OUTRO FILHO.

Hoje fui fazer um exame chato pra ver meu útero(graças à Deus estava tudo bem) e o médico me falou que se eu quero ter outro filho hoje é o dia.Mas acho que meu tempo de gestante já passou(foi ótimo!) mas vou ficar só com o Samuel,porém se fosse como alguns países acho que até pensaria em ter outro filho.

Veja a baixo o que quero dizer:

A Convenção da Proteção da Maternidade, adotada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em junho de 2000, possibilitou a ampliação da licença maternidade em vários paises. Em alguns casos, o benefício chega até a um ano. Na Noruega, na Dinamarca, na Venezuela e em Cuba, a licença é de 18 semanas. Já no Canadá, na França e na Polônia, esse período é variável. Na Itália, a licença é de cinco meses e, em três outros países que adotam períodos superiores aos do Brasil, o benefício é contado em dias: Rússia (140 dias), Ucrânia (126 dias) e Suécia (480 dias).

A Suécia, inclusive, em 1974, tornou-se o primeiro país do mundo a transformar a licença-maternidade em um benefício remunerado para a mãe e o pai. Dessa forma, os homens foram estimulados a assumir um papel mais ativo na criação dos filhos. A legislação sueca prevê que, até o terceiro mês, a licença é para o pai e para a mãe e, a partir dessa data, o casal tem que optar sobre qual dos dois continuará de licença, mesmo que a mãe ainda esteja amamentando. O período pode ser ainda alternado, para que tanto pai quanto mãe possam se revezar na licença-maternidade.

*Fonte: Agência Senado

Um comentário:

  1. Oi Lisa,

    Tenho um presente pra vc aqui:
    http://selinhosepresentinhos.blogspot.com/2010/05/sunshine-award-minhas-indicacoes.html

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Sou alguém que ama a família,os amigos e vou ver as promessas de Deus se cumprir em minha vida.